Follow by Email

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Uma música que deseja ser ouvida


São constantes as queixas sobre a baixa qualidade musical que circula por aí.  Mas quem define o que é bom e o que não é? O ouvinte? As pessoas podem e devem ouvir o que quiserem, mas o problema é que, em várias situações, música boa não chega. O famoso "jabá" invade tudo: rádio, novela, comercial, meio de transporte, nosso cérebro e até o mundo da pirataria. Será que acho facilmente um cd pirata do Francisco Aafa? Creio que não.
Esse cara tem uma voz incrível, doce e forte ao mesmo tempo. Apesar de ser piauiense, mora em Goiás há muito tempo e tem um amplo destaque cultural por lá. Em 1986, participou da faixa "Arrumação" do célebre  disco "Cantoria II", ao lado de Elomar, Geraldo Azevedo, Vital Farias e Xangai. 
A letra  maravilhosa, de autoria de Elomar, retrata os rincões do Brasil, o sertão mais profundo e desconhecido pela maioria. Uma pena essa pérola não virar "jabá".




Arrumação (Letra - Elomar ,Interpretação- Francisco Aafa)

Josefina sai cá fora e vem vê
Olha os forro ramiado vai chuvê
Vai trimina riduzi toda criação
Das bandas de lá do ri gavião
Chiquera pra cá já roncô o truvão
Futuca a tuia, pega o catadô
Vamo plantá o feijão no pó
Mãe prudença inda num cuieu o ai
O ai roxo dessa lavora tardã
Diligença pega o pano cum balai
Vai cum tua irmã, vai num rumo só
Vai cuiê o ai, o ai da tua avó
Lua nova sussuarana vai passá
Sêda branca, na passada ela levô
Ponta d'unha, lua fina risca no céu
A onça prisunha, a cara de réu
O pai do chiquêro a gata comeu
Foi um trovejo c'ua zagaia sõ
Foi tanto sangue de dá dó
Os cigano já subiro bêra ri
É só danos, todo ano nunca vi
Paciência, já num guento a pirsiguição
Já sô caco véi nesse meu sertão
Tudo que plantei foi só pra ladrão.